Blog

CAMPANÁRIO DIADEMA E TIRADENTES SÃO AS CAMPEÃS DA TAÇA DAS FAVELAS SÃO PAULO 2023

Em partidas com histórias opostas, Campanário derrotou o Paraisópolis por 2×0 e sagrou-se campeã feminina, já pela categoria masculina a Cidade Tiradentes superou, nos pênaltis, o Campanário e tornou-se o campeão de 2023

Por Cristian Maia

O Canindé, em São Paulo, foi o palco da finalíssima da Taça das Favelas de 2023, que aconteceu neste sábado (18). Pelo torneio feminino, o Campanário dominou as ações do início ao fim e derrotou, sem muita dificuldade, Paraisópolis por 2×0. Os gols do jogo foram marcados por Cássia e Baratinha. Já pelo masculino, a Cidade Tiradentes foi campeã da terceira edição paulista do maior campeonato de futebol entre favelas do mundo, ao derrotar, nas penalidades, o Campanário por 3×1.

Na partida que abriu a tarde de jogos, pelo torneio organizado pela Central Única das Favelas (CUFA) e produzido pela InFavela, no Canindé, estádio da Portuguesa de Desportos, o público que esteve presente no local ou acompanhou o jogo pela Globo, emissora que transmitiu as duas partidas da final, assistiu um Campanário dominante. A seleção de Diadema buscou dominar a partida do início ao fim. Tal volume fez com que o placar fosse aberto logo nos primeiros minutos de partida com Cássia. Já no segundo tempo, Baratinha, de pênalti, ampliou o marcador e deu números finais à decisão. Com isso, o Campanário deu o troco em Paraisópolis pela final de 2022, e conquistou, de forma inédita, da Taça das Favelas!

“O sentimento de ter feito o gol é único. No estádio, com pessoas assistindo, com meus familiares assistindo, com meus alunos da escolinha que eu dou aula também assistindo, então foi um momento único, especial, que eu vou guardar pro resto da minha vida. Vou poder contar pros meus sobrinhos, pros meus netos, enfim, pros meus filhos”, celebrou Cássia Souza, a camisa 10 da campeão do torneio feminino da Taça das Favelas.

Diferentemente da disputa do feminino, o título da Taça das Favelas, entre os meninos, foi decidido após uma partida marcada pelo equilíbrio. Logo nos primeiros minutos, João Daniel foi mais alto que a defesa do Campanário e, de cabeça, colocou o Tiradentes em vantagem no marcador. Entretanto, não demorou para que a favela de Diadema respondesse e, aos 4 minutos, Matheus Santos recebeu belo passe em profundidade e bateu na saída do goleiro para igualar o marcador. Após os gols relâmpagos, as duas seleções travaram um lindo duelo por cada centímetro do campo. Com isso, a decisão foi para os pênaltis. Nas penalidades, a Cidade Tiradentes não desperdiçou nenhuma cobrança e viu o Campanário não converter um de seus pênaltis. Sendo assim, Cidade Tiradentes conquistou o troféu masculino da Taça das Favelas de 2023, o primeiro da zona leste na competição.

“A Taça representa muita coisa pra Favela, mas eu acho que pra gente é a realização de um sonho. Só que na hora que a gente levanta aquele troféu não é só o nosso sonho. É o sonho de uma quebrada inteira, várias criancinhas. É muito importante e gratificante a gente realizar o sonho de outras pessoas que não puderam estar aqui. Gostaria de citar o nome de um parceiro da gente que, infelizmente, teve um problema físico, o Cauã, que tá sempre com a gente nos treinos e eu gostaria de dedicar esse título pra ele que tá sempre com a gente”, destacou João Daniel, artilheiro da competição e autor do primeiro gol do jogo.

E falando em destaques da competição, o dia se tornou ainda mais especial para os camisas 11 dos finalistas do masculino. Jeverson, mais conhecido como Nenê, da Cidade Tiradentes, e Léo, do Campanário-Diadema, foram eleitos os melhores da partida pela comissão técnica da Portuguesa e convidados a integrar o elenco do clube paulista.

A Taça das Favelas São Paulo 2023 tem patrocínio master de Friboi; patrocínio ouro de Gol e Vai Voando; prata de Assaí e Camil; bronze de Guaraná, Comunidade Door e VR; apoio de FSB Comunicação, Grupo R1, DFM Advocacia, Associação Portuguesa de Desportos e Sheraton; promoção de TV Globo e Eletromídia, e parceria institucional da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) e Museu do Futebol.

 

Postado por: Larissa Santos
Blog

TAÇA DAS FAVELAS SÃO PAULO 2023 CONHECE AS SUAS CAMPEÃS, NO SÁBADO, DIA 18

Favela Campanário-Diadema pode levar o título nas categorias feminina e masculina

A Taça das Favelas São Paulo 2023 vai conhecer as campeãs da sua terceira edição no sábado, dia 18 de novembro, no Estádio do Canindé, da Associação Portuguesa Desportivos, com direito a TBT do ano anterior. Os portões abrem às 12h e, em seguida, Campanário-Diadema e Paraisópolis, repetindo a finalíssima feminina de 2022, disputam novamente o troféu Alaide Maria da Conceição. Já pelo masculino, Cidade Tiradentes pode levar a Zona Leste ao lugar mais alto do pódio, mas para isso, precisa enfrentar o também Campário- Diadema na corrida pelo troféu Nivaldo Barreto. Isto é, a Favela de Diadema pode ser, literalmente, a grande campeã do maior campeonato entre favelas do mundo em ambas categorias, ao vivo, na tela da Globo.

A nomenclatura dos troféus é uma forma de homenagear personalidades importantes da trajetória da Central Única das Favelas (CUFA), instituição organizadora do torneio, junto a InFavela, empresa do Grupo Favela Holding, produtora do campeonato. Aliás, saber jogá-lo é um mistério que Paraisópolis parece ter desvendado, isso porque, a favela da Zona Sul, atual campeã, chega a sua terceira final seguida.

“É com enorme prazer que chegamos a mais uma final, a terceira consecutiva. É sempre com humildade, respeitando os adversários. Foi difícil, mas é gratificante e a alegria parece ser a mesma da primeira vez”, disse Mônica Melo, técnica de Paraisópolis.

A final feminina do maior campeonato de futebol entre favelas do mundo começa às 14h, enquanto a masculina, por volta das 15h30, ambas com transmissão ao vivo pela TV aberta, na Globo. As partidas contarão com 30 minutos de cada tempo. Em caso de empate, a campeã será decidida nos pênaltis, com cinco cobranças para cada favela.

Um feito inédito é que Campanário estará nos dois horários da programação, pois a Favela de Diadema conquistou não só uma, mas duas vagas na finalíssima, sendo representada no feminino e masculino. Na última edição, as meninas ficaram com o vice-campeonato e agora terão a revanche contra Paraisópolis, mas é o fato de poder levar o título em ambas categorias que está mexendo com a cidade, é o que expressa Jean Sales, treinador das duas seleções.

“Para mim está sendo uma sensação inexplicável, uma felicidade muito grande em estar representando não só a minha favela do Campanário como toda a minha cidade. Chegar com as duas categorias está sendo algo maravilhoso, ajudando esses jovens a realizar o sonho deles. E se Deus quiser, a gente sairá com o título para comemorar na nossa cidade, Diadema”.

O sonho também faz parte dos planos da Cidade Tiradentes que chega a sua primeira final, a também então primeira da Zona Leste na competição. Ainda, tem João Daniel, com 5 gols marcados, disputando a artilharia do campeonato.

“Em 2019, saímos na segunda fase, e ano passado, na primeira, uma dor muito grande. Graças a Deus, conseguimos chegar na grande final em 2023. Está sendo um sonho colocar nossa favela na Globo, em evidência não só com tragédias e mortes, mas sim com esporte”, comemora Petros Henrique, técnico da Cidade Tiradentes.

No fim das contas, o que se espera é um grande espetáculo que celebra a favela e o impacto social através do esporte, como disse Geovana Borges, diretora institucional da CUFA. “Assim como no Pacaembu e em Barueri, vamos escrever mais um inesquecível capítulo na história da Taça. Dia 18, no estádio do Canindé, será a consagração de um trabalho de um ano inteiro, que abre portas para todos os envolvidos no projeto”.

Além de São Paulo, vários outros estados farão a final da Taça das Favelas estaduais, no dia 18 de novembro, com transmissão ao vivo das Globos locais. Os telespectadores, principalmente organizações esportivas, poderão ver a aplicação da regra dos 2 minutos criada por Celso Athayde, CEO da Favela Holding e fundador da CUFA. A norma prevê que o atleta que ficar no chão, em casos de receber atendimento para assegurar sua integridade ou por tentar ludibriar a arbitragem, poderá ficar fora pelo tempo estabelecido, 2 minutos.

Depois das finais, haverá uma grande peneira entre os melhores jogadores de cada favela participante, para definir quem serão os jogadores e as jogadoras que vão representar seus estados na Taça das Favelas Nacional, o Favelão, previsto para acontecer em dezembro, em São Paulo.

A Taça das Favelas São Paulo 2023 tem patrocínio master de Friboi; patrocínio ouro de Gol e Vai Voando; prata de Assaí e Camil; bronze de Guaraná, Comunidade Door e VR; apoio de FSB Comunicação, Grupo R1, DFM Advocacia, Associação Portuguesa de Desportos e Sheraton; promoção de TV Globo e Eletromídia, e parceria institucional da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) e Museu do Futebol.

 

Serviço
Final da Taça das Favelas São Paulo 2023
Data: 18/11/2023 (Sábado)
Local: Estádio do Canindé – Portuguesa
Abertura dos portões: 12h – Entrada franca
Endereço: R. Comendador Nestor Pereira, 33 – Canindé, São Paulo – SP, 03034-070

Final Feminina
Campanário – Diadema x Paraisópolis – 14h

Final Masculina
Cidade Tiradentes x Campanário – Diadema – 15h30

 

Imprensa
Para solicitar credenciamento ou obter maiores informações, entrar em contato com

Bruno Vater
brunovater@cufa.org.br / (21) 96956-2627

Larissa Santos
larissasantos.sp@cufa.org.br / (11) 95375-0583

Postado por: Larissa Santos
Blog

RUMO AO CANINDÉ!

Dia da Favela é marcado pela definição dos finalistas da Taça das Favelas São Paulo 2023. Favela do Campanário Diadema pode levar os dois títulos.

 

Por Diego Silva*

No sábado, 4 de novembro, o Dia da Favela foi celebrado com diversas atividades culturais e, na Taça das Favelas, um gostinho ainda mais especial, a definição dos finalistas da edição de 2023. O campo da Vila Manchester sacudiu ao som das baterias da Cidade Tiradentes e Favela do Campanário-Diadema que fizeram o batuque no tom certo e deram a força para a classificação no maior campeonato entre favelas do mundo.

A primeira decisão masculina do campeonato organizado pela Central Única das Favelas(CUFA) e produzido pelo InFavela foi entre Complexo do Jardim Irene e Cidade Tiradentes, que levou aqueles que assistiam, tanto na arquibancada quanto no ao vivo pelo Instagram @tacadasfavelassp, ao delírio, com o primeiro tempo dominado pelo Jardim Irene que abriu o placar aos 29 minutos de partida, indo para o intervalo com o placar favorável. Já no segundo tempo, Cidade Tiradentes deixou tudo igual e levou a decisão pela primeira vaga aos pênaltis. Nas penalidades, Cidade Tiradentes se deu melhor, Kayo Guilherme defendeu duas cobranças, colocando a Zona Leste na final da Taça das Favelas.

Seu oponente na grande final saiu no jogo seguinte, entre Favela do Campanário-Diadema e Favela do Cai Cai, partida que foi dominada por Campanário. O placar de 3×0 com gols de Paulo Miguel, Bruno Leonardo e Matheus dos Santos, carimbou a vaga rumo ao lugar mais alto do pódio contra a Cidade Tiradentes, configurando uma final masculina inédita.

No feminino, Campanário-Diadema garantiu a vaga após virar o jogo contra a Favela Vila Nascente, que saiu a frente no placar após marcar um gol de pênalti, e chegou a se manter na frente até o final do primeiro tempo. Já na segunda etapa, Campanário voltou com toda a força e fez 4 gols, virando o placar ao seu favor. No final da partida, Vila Nascente reduziu a vantagem, mas não conseguiu tirar o prejuízo.

A última partida do dia foi entre Paraisópolis, atual campeã, e Complexo Parque Santo Antônio, que buscava o título que o masculino já tem, de 2019, o primeiro campeão da Taça das Favelas. O jogo foi acirrado, com gols anulados para os dois lados e, quando tudo parecia se encaminhar para os pênaltis, o gol da decisão veio, a favor de Paraisópolis, Kero-Kero aproveitou a chance e mandou para o fundo pra rede, levando a favela da Zona Sul a sua terceira final consecutiva e a chance do bicampeonato. Na comemoração do gol, a atacante proferiu as palavras “eu tô aqui”.

O cenário da grande final no dia 18 de novembro, no Estádio do Canindé – Portuguesa, é um TBT da finalíssima feminina de 2022, Favela Campanário Diadema x Seleção Paraisópolis, provando que elas entendem muito da competição. O destaque, é que Campanário- Diadema poderá realizar um feito inédito e levar o título em ambas categorias, já que o masculino também está classificado. As duas partidas contarão com a transmissão ao vivo na TV aberta, pela rede Globo.

*Voluntário de comunicação sob supervisão da assessoria de imprensa

 

Confira os resultados das semifinais:

Masculino

Cidade Tiradentes 1(4)x(3)1 Jd Irene

Campanário- Diadema 3×0 Cai Cai

 

Feminino

Campanário- Diadema 4×2 Vila Nascente

Paraisópolis 1×0 Pq Santo Antônio

Postado por: Larissa Santos
Blog

TAÇA DAS FAVELAS SÃO PAULO CONHECE OS SEUS FINALISTAS NO DIA DA FAVELA

Quatro seleções masculinas e quatro femininas vão ao gramado da Vila Manchester, pelas semifinais, neste sábado, dia 4 de novembro

Por Bruno Vater

A Taça das Favelas São 2023 vai conhecer as suas finalistas em uma data mais do que especial. Dia 4 de novembro é comemorado o Dia da Favela e quatro seleções masculinas, na parte da manhã, e quatro femininas, na parte da tarde, disputam as semifinais do maior torneio do mundo para jovens desses territórios.

O dia começa com os garotos de Jardim Irene e Cidade Tiradentes disputando uma vaga na final do torneio organizado pela Central Única das Favelas (CUFA) e produzido pela InFavela, às 10h40, no gramado da Vila Manchester. Ainda pelo torneio masculino, a Favela do Campanário, a única fora da capital na disputa, que é de Diadema, joga contra a Favela do Cai Cai.

No primeiro jogo do torneio feminino, às 14h, a Favela do Campanário volta ao campo da Vila Manchester, agora com as suas meninas, para disputar uma vaga na decisão contra a Favela Vila Nascente. No último jogo do dia, as atuais campeãs da Favela de Paraisópolis jogam contra a seleção feminina do Complexo Parque Santo Antônio, que já conquistou a categoria masculina, da edição paulista do maior campeonato de futebol entre favelas do mundo.

“Dia da Favela é dia de futebol entre favelas! Vamos ter mais uma grande festa nas arquibancadas da Vila Manchester, que é sempre tão receptiva, e recebe os nossos jogos pela última vez no ano, porque os próximos são no Canindé”, celebrou Geovana Borges, diretora de relações institucionais da CUFA.

Em caso de empate, a classificação para a final será decidida nos pênaltis. As favelas classificadas estarão nas grandes finais dia 18 de novembro, no Canindé, estádio da Portuguesa, que vai estrear um novo gramado nestes jogos.

A Taça das Favelas São Paulo 2023 tem patrocínio master de Enel e Friboi; patrocínio ouro de Vai Voando; prata de Assaí e Camil; bronze de Ambev, Comunidade Door e VR; apoio de FSB Comunicação, Grupo R1, DFM Advocacia e Sheraton; promoção de TV Globo e Eletromídia, e parceria institucional da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) e Museu do Futebol.

 

Serviço
Semifinais da Taça das Favelas São Paulo 2023
Data: 4 de novembro (Sábado)
Local: Centro Esportivo Vicente Feola – Vila Manchester
Horário: 10h40h (início dos jogos)
Endereço: Praça Haroldo Daltro S/N – Vila Manchester – São Paulo, SP

 

Confira os jogos deste sábado da Taça das Favelas 2023:

MASCULINO
10h40: Jardim Irene x Cidade Tiradentes

12h20: Favela do Campanário x Favela do Cai Cai

FEMININO:
14h00: Favela do Campanário x Favela Vila Nascente

15h40: Paraisópolis x Parque Santo Antônio

Postado por: Larissa Santos
Blog

A UM PASSO DA FINAL

Definidas as semifinalistas da Taça das Favelas SP 2023. Favela do Campanário avança na categoria feminina e masculina

 

Por Diego Silva*

O sábado de quartas de final da Taça das Favelas 2023, iniciou com os confrontos masculinos, Jardim Irene e Favela do Iporanga abriram os trabalhos. Durante o tempo regular o jogo foi acirrado, porém sem gols, levando às penalidades máximas. Na marcada cal, Jardim Irene saiu na frente, marcando 3 gols e defendendo 2 cobrados pela Favela do Iporanga, o que colocou a comunidade do Cafu, capitão do penta e embaixador da Taça, na disputa por uma vaga na finalíssima do maior campeonato entre favelas do mundo.

E falando em decisão nas penalidades máximas, Favela do Campanário x Favela da Erundina levaram as cobranças aos dois dígitos, chegando a um total de 21 pênaltis cobrados, e foi Campanário que levou a vaga pelo masculino, após Erundina perder a última batida. Em entrevista, Matheus dos Santos, eleito o craque do jogo, com direito a premiação em troféu e vale compras do Assaí Atacadista, disse que tinha a convicção que seria o responsável por trazer a vitória e a classificação da favela de Diadema para a semifinal, pelo conjunto e trabalho em equipe. Ele quem cobrou o primeiro e o último pênalti do Campanário.

O feminino, vice-campeão no ano passado, tenta repetir o feito de chegar ao pódio mais uma vez. Após um jogo truncado com a Favela São Rafael, de Guarulhos, a autora do único gol da partida, Tatiane da Silva Santos, que participa pela terceira vez na Taça das Favelas, falou sobre o nervosismo e a emoção de cada jogo: “todo jogo é como se fosse a primeira vez, parece que comecei a disputar a Taça agora, que hoje é meu primeiro jogo. O frio na barriga é a mesmo, a emoção é a mesma, a ansiedade, o nervoso, nada muda”. E assim, Campanário é a única favela que segue viva nas duas modalidades da Taça das Favelas.

Mas não é só de pênalti que se vive o campeonato organizado pela CUFA (Central Única das Favelas) e produzido pela InFavela, tivemos goleadas para carimbar os confrontos das quartas de final. Cidade Tiradentes aplicou 4 gols, sendo 2 no primeiro tempo e os outros 2 no segundo, em cima da Favela Boa Esperança, um placar mais confortável para ir à semifinal confiante, o seu próximo confronto será com o Complexo Jardim Irene.

Assim foi também com o Complexo Parque Santo Antônio, 4×2 em cima de Heliópolis, com 3 gols em 15 minutos de partida, uma média de 1 gol a cada 5 minutos, só no primeiro tempo. Já Heliópolis marcou ao final do primeiro tempo e com 5 minutos na volta do intervalo. Desta forma, as meninas do PSA trilham o caminho rumo ao título, com o desejo de também erguer o troféu igualmente os meninos em 2019.

Eliminação em dose dupla. Uma virada no placar no jogo entre Favela do Cai Cai e Heliópolis, levou o Cai Cai para a semifinal do masculino. Na partida, Heliópolis abriu o placar, Cai Cai correu atrás e deixou tudo igual na partida até a ida ao intervalo. Já no segundo tempo, virou o placar e abriu vantagem de dois gols sobre Heliópolis, ficando 3×1 até os 48 minutos de jogo, quando Heliópolis diminuiu a vantagem e terminou a partida em 3×2.

Já a atual campeã feminina, Paraisópolis, continua a campanha em busca do bi da Taça das Favelas SP. A favela da zona sul enfrentou o Complexo da Michihisa Murata, numa partida truncada durante o tempo regular. Próximo ao fim, quando os torcedores já estavam se preparando emocionalmente para os pênaltis, tudo mudou, Kero Kero, para o delírio da galera, marcou o único gol da partida aos 24 minutos, carimbando vaga na semi pela terceira vez consecutiva. Agora, o confronto será com o Complexo Parque Santo Antônio.

O Sábado também foi marcado pela ativação do parceiro Assaí Atacadista, com o Craque Assaí do Jogo, funcionando da seguinte forma: uma comissão avaliadora, que já acompanha os jogos dede o início do campeonato, elenca os pontos altos e entra num consenso para determinar o melhor (a) destaque de cada partida para receber um troféu de craque e um vale compras no valor de 200 reais.

Os craques e as craques foram: Nicolas Riquelmi (Jardim Irene), Kayck Veríssimo (Cidade Tiradentes), Matheus dos Santos (Campanário), Kauã Almeida (Cai Cai), Renata Araújo (Parque Santo Antônio), Isamara Rodrigues (Campanário) e Beatriz Luize (Vila Nascente).
*Voluntário sob supervisão da assessoria de comunicação da CUFA
 

Confira os resultados das quartas de final:

28/10- SÁBADO

MASCULINO
8h- Jd Irene 0 (3) x (1) 0 Iporanga

9h20 – Cidade Tiradentes 4 x 0 Boa Esperança

10h40- Campanário 0 (11) x (10) 0 Erundina

12h- Cai Cai 3 x 2 Heliópolis

FEMININO
13h20- Paraisópolis 1 x 0 Michihisa Murata

14h40- Parque Santo Antônio 4 x 2 Heliópolis

16h- Campanário 1 x 0 São Rafael

17h20- São Victor 0 x 2 Vila Nascente

 

Postado por: Larissa Santos
Blog

CUFA e PORTUGUESA ASSINARAM TERMO DE CESSÃO DO CANINDÉ PARA AS FINAIS DA TAÇA DAS FAVELAS SÃO PAULO 2023, NESTA QUARTA, DIA 25

As grandes finais do maior campeonato de futebol entre favelas do mundo acontecem no próximo dia 18 de novembro, no Estádio do Canindé. Melhor jogador da competição será contratado pela Lusa

Por Bruno Vater

A Central Única das Favelas (CUFA) e a Associação Portuguesa de Desportos realizaram um grande evento para celebrar a assinatura do termo cessão do estádio Doutor Oswaldo Teixeira Duarte, o Canindé, nesta quarta-feira dia 25 de outubro, para a realização das grandes finais da Taça das Favelas São Paulo 2023, que acontecem no próximo dia 18 de novembro.

A assinatura e o anúncio que as grandes finais do torneio organizado pela CUFA e produzido pela InFavela serão no Canindé aconteceu na sala presidencial do próprio estádio e contou com a presença da diretora de relações institucionais da CUFA, Geovana Borges, do presidente do fundador da CUFA e idealizador da Taça das Favelas, Celso Athayde, do presidente da Lusa, Antônio Carlos Castanheira, do secretário de esportes da cidade de São Paulo, Caca Vianna, e do diretor da TV Globo São Paulo, Max Oliveira.

“Foi uma cerimônia muito importante, e com a presença de tantos parceiros. Nossa festa no dia 18 de novembro está garantida, e mal posso pra esperar para ver essas arquibancadas do Canindé lotadas de moradores de favela, levando muita alegria. Nosso muito obrigada à Lusa. A favela agradece!”, celebrou Geovana Borges, diretora de relações institucionais da CUFA.

“A Portuguesa tem uma ligação histórica com a favela e com a formação de atletas. Dener, Ivair, Zé Roberto, Tico e Zé Maria são alguns dos exemplos de atletas que vieram da favela e fizeram história na Lusa e no futebol. Que possamos ser palco da formação de novos craques vindos deste evento gigante e de suma importância para a inclusão social. Parabenizamos a CUFA por representar a favela e mostrar sua potência para o mundo”, disse Daniel Lucas, advogado do Clube.

Além do local da final, foram anunciadas mais duas novidades. O novo gramado do Canindé estreia no dia das grandes finais do maior campeonato de futebol do mundo. E o craque da Final da Taça das Favelas masculina será contratado para integrar o elenco profissional da Portuguesa, reforçando o objetivo principal do projeto que é gerar oportunidades para que jovens desses territórios alcancem o protagonismo. Esse craque da final será escolhido, através de uma comissão técnica.

O Canindé será o terceiro estádio a receber as grandes finais da Taça das Favelas São Paulo. O Pacaembu foi o palco da primeira edição e a Arena Barueri do ano passado.

Veja mais cliques do evento:

 

Postado por: Larissa Santos
Blog

OITAVAS DE FINAL SÃO MARCADAS POR VIRADAS, PÊNALTIS, HAT-TRICK E DUELO DE CAMPEÃS

Os confrontos válidos pela fase decisiva do campeonato foram um verdadeiro teste do coração para os torcedores presentes na Vila Manchester. Campeãs, Paraisópolis e Casa Verde, disputaram diretamente a classificação.

Por Diego Silva*

 

Os jogos das oitavas de final foram marcados de reviravoltas, duelo de campeãs e muita emoção para os torcedores que, provavelmente, sofreram alguns minis ataques cardíacos, torcendo para a sua favela do coração no maior campeonato entre favelas do mundo.

No sábado, em Favela Boa Esperança e Favela da Tribo, a Tribo saiu na frente, indo para o intervalo com o placar ao seu favor, mas no segundo tempo, Boa Esperança marcou o gol do empate e o da virada, no final da partida, levando a torcida ao delírio. O mesmo aconteceu com o masculino do Campanário contra a Vila Gilda, de Santos, sendo uma das favelas a avançar para as quartas de final nas duas modalidades do campeonato produzido pela InFavela e realizado pela CUFA (Central Única das Favelas).

Heliópolis também se mantém tanto no feminino quanto no masculino. As mulheres ganharam de 2 a 0 da Favela Vila Prudente, já os meninos bateram o Conceiçãozinha, representante do Guarujá, por 1 a 0.

As viradas não foram somente nos jogos masculinos. Na partida entre Complexo Jaçanã e Favela São Rafael, de Guarulhos, Jaçanã saiu na frente no primeiro tempo e, diferente dos outros confrontos, a virada aconteceu ainda no primeiro tempo.

Complexo Michihisa Murata aplicou 6 gols em cima da Favela do Iporanga pelos confrontos femininos, com direito ao hat-trick de Giovanna Gomes Dias, camisa 29, que pediu a música “Dentro da Hilux” de Luan Pereira, MC Daniel e MC Ryan SP.

O confronto das campeãs, Paraisópolis e Casa Verde – campeãs de 2022 e 2019, respectivamente – foi digno das camisas mais pesadas da competição. Paraisópolis abriu o placar logo nos primeiros minutos de jogo, ficando à frente até o intervalo, mas no segundo tempo, Casa Verde correu atrás e deixou tudo igual na partida, levando a disputa pela vaga das quartas de final e o caminho para o bicampeonato, para uma das favelas, ser decidido nas penalidades máximas. Casa Verde cobrou primeiro e Paraisópolis na sequência e, no último pênalti, Casa Verde desperdiçou e Paraisópolis conseguiu converter, levando o a favela da Zona Sul para as quartas de final.

Seguem na disputa, pelo feminino, Paraisópolis, Parque Santo Antônio, Campanário, Unidos de São Victor, Michihisa Murata, Heliópolis, São Rafael e Vila Nascente. Já no masculino, avançaram Jd Irene, Cidade Tiradentes, Campanário, Iporanga, Boa Esperança, Erundina e Heliópolis.

Agora, as favelas classificadas seguem para mais uma etapa do campeonato, com o sonho de chegarem a grande final. Os jogos válidos pelas quartas de final acontecem no próximo sábado, dia 28 de outubro, no campo da Vila Manchester.
*Voluntário sob supervisão da assessoria de comunicação da CUFA
 

Postado por: Larissa Santos
Blog

DEFINIDAS AS OITAVAS DE FINAL DA TAÇA DAS FAVELAS SP

Dezesseis favelas da categoria masculina avançaram para fase decisiva na competição que terá campeão inédito
 

Por Diego Silva*, Amanda Cristina*, Lucas Kleber* e Wendel Figueiredo*
No último fim de semana, Taça das Favelas SP conheceu as seleções classificadas para as oitavas de finais da edição de 2023, pela categoria masculina do maior campeonato entre favelas do mundo. O destaque é que este ano o campeão será inédito, já que o vencedor de 2019,  Parque Santo Antônio, que estava vivo na competição, foi eliminado pela Favela da Tribo em confronto direto, 3×0. E, o atual detentor do título, Jd Ibirapuera, não passou da fase de grupos.
Agora, as favelas seguem para os confrontos das oitavas de final que acontecerão nos próximos dias 21 e 22 de outubro, no campo da Vila Manchester, com jogos alternados com a categoria feminina. Confira como foram as partidas valendo vaga para a fase decisiva do campeonato produzido pela InFavela e realizado pela CUFA (Central Única das Favelas).

Sábado – 14/10
Band 1 x 3 Jardim Irene
O primeiro jogo do dia pela segunda fase dos confrontos masculinos foi entre Favela do Band e o Complexo Jardim Irene. No primeiro tempo, 3 gols no total, Jardim Irene saiu na frente abrindo 2×0, com Matheus Guilherme (20) e Robson Braz (2) marcando aos 16 e 19 minutos, respectivamente. Já Band, correu atrás e Vinicius Matos (10) diminuiu a vantagem, aos 27 jogados.
No segundo tempo, algumas trocas realizadas e as favelas correndo atrás, Irene pra não levar mais gols e Band para marcar mais e virar o placar ou levar aos pênaltis. Mas quem levou a melhor foi Jardim Irene, que marcou aos 21 minutos, João Marcelo (8), preenchendo a primeira vaga para as oitavas.
 
Pedroso 0(2)x0(0) JD São Pedro
Em um confronto emocionante que terminou em empate de 0 a 0, Pedroso conquistou a vitória nos pênaltis. Destaque para atuação GIGANTESCA do João Pedro, goleiro do Pedroso, que mostrou calma fazendo diversas defesas durante a partida, marcando e defendendo um pênalti para ajudar sua favela avançar de fase.
 
Jd das Palmas 0(2)x(1)0 Jd Aurora
O jogo entre Jd das Palmas e Jd Aurora terminou em um empate sem gols, com poucas chances de marcar. Ambas priorizaram a defesa, resultando em um jogo com ofensivas limitadas e goleiros sólidos. Após o apito final, começaram os pênaltis de maneira emocionante, Jd das Palmas errando o primeiro, mas ainda assim, buscando o empate nas cobranças. Jd Aurora não deixou se bater e é quem passa para as oitavas.
 
Jd Verônia 1×2 Fv Iporanga
Logo no começo, o camisa 9, João, abre o placar para o Iporanga, e em alguns minutos ele amplia o placar com um belo corte para esquerda para cima do goleiro. O jogo vem muito acirrado com belos lances para os dois lados, até que, João Paulo, camisa 4 do Verônia, diminui a vantagem do Jd Ipiranga, mas não foi o suficiente.
 
Cidade Tiradentes 1×0 Vila Natal
Partida acirrada. João Gabriel (7) deu a sorte e abriu o placar aos 1:30 de jogo, deixando a Vila Natal em uma situação apertada. Na volta do intervalo, o placar se manteve o mesmo, mas Vila Natal correu atrás pra igualar, mas não deu certo e com isso, Cidade Tiradentes garantiu a sua vaga pra as oitavas.
 
Fv do vilão 1(3)x(2)1 Fv Jd Brasil
E começa mais um jogo eletrizante na Taça das Favelas valendo a classificação, com a Fv Violão abrindo o placar com um belo gol do camisa 9, Renato. Jd Brasil correu atrás do prejuízo, empata e segura até o fim da partida, para resolver nos pênaltis. Na marca da cal, Fv do Violão saiu com a vitória por 3×2.
 
Boa Esperança 0(5)x(4)0 Pq. Taipas
Esse confronto entre Boa Esperança e Pq Taipas pareceu equilibrado, com ambas favelas criando oportunidades, mas os goleiros se destacaram. O desfecho nos pênaltis adicionou ainda mais emoção à busca pela classificação. Foram 3 chances para cada equipe, Pq. Taipas converteu 2 pênaltis e errou 1, FV Boa Esperança também fez 2 e errou 1. A reviravolta nos pênaltis adicionou uma camada extra de drama! Raul, o goleiro decisivo, não só brilhou na defesa, mas também foi fundamental ao converter o último pênalti, garantindo a classificação para a FV. Boa Esperança.
 
Fv Tribo 3×0 Pq Santo Antônio
O primeiro campeão masculino da Taça está fora da disputa. O duelo pela última classificação do dia manteve a expectativa até o último minuto. O jogo que parecia se encaminhar para os pênaltis teve um rumo diferente. No início do segundo tempo, em uma bola levantada na área do Pq Santo Antônio, um gol contra foi marcado, abrindo o placar para FV Tribo. Minutos depois, Luiz (29) ampliou o placar para FV Tribo. As emoções não pararam por aí. PSA teve a chance de marcar o gol e buscar o placar, porém não converteram o pênalti. E Luiz que não tem nada a ver com isso, marcou mais uma vez para, carimbando a vaga nas oitavas.

Domingo – 15/10
Campanário 1(3)x(2)1 Ilha da Madeira
Domingão, os confrontos foram abertos por duas favelas da Grande São Paulo, Campanário, de Diadema, e Ilha da Madeira, de Osasco. Jogo foi truncado, os goleiros Pedro, Campanário, e João Vitor, Ilha da Madeira, fizeram defesas incríveis, deixando o placar do jogo 0x0 na maior parte do tempo. Aos 25 minutos do segundo tempo, Paulo Miguel (17) abriu o placar para o Campanário, deixando o representante de Diadema a frente para as oitavas, mas tudo mudou com um pênalti a favor da Ilha, Diego Ballestero (13) na cobrança, e…. TA LÁAAAAAA!
Nos pênaltis, Ilha da Madeira cobrando primeiro e na sequência Campanário. Na primeira rodada, os goleiros defenderam, já na segunda, os dois cobradores marcaram. Em seguida, os dois cobradores também marcaram, levando para as alternadas. O goleiro Pedro (Campanário) defendeu e na sequência, o cobrador do Campanário marcou, levando à classificação.
 
Vila Gilda 2×0 Santa Terezinha
Segundo jogo do dia entre Vila Gilda e Santa Terezinha foi cheio de emoções. Início do jogo, Santa Terezinha pressionou e criou chances, porém não finalizou no gol e, como quem não faz leva, no finalzinho, Luiz (9) abriu o placar para o Vila Gilda. E ele continuou brilhando. Na volta do intervalo, voltou a marcar aos 9 minutos e, com o goleiro Davi (12) fechando o gol, a classificação foi garantida.
 
São Carlos 2×3 Pedreira
Pedreira abriu o placar com o Cristian (8), que aproveitou a bola perdida dentro da área e marcou o gol. Ainda no primeiro tempo, Fv São Carlos teve a chance de empatar o jogo, Gabis (8) cobrou a falta e fez um belo gol, colocando a Fv São Carlos na disputa pela classificação. Cristian (8) teve a oportunidade fora da área no final do primeiro tempo e ampliou para o CP Pedreira. Início do segundo tempo, as equipes pressionaram e com uma bola fora da área, Ryan (9) aproveitou a chance e empatou o jogo para o CP Pedreira. O jogo que parecia ir para os pênaltis teve um outro rumo, Kevin (9) decidiu o rumo do jogo, ampliou o placar para o CP Pedreira. CP Pedreira sofreu no finalzinho do jogo, mas conseguiram segurar o placar e sair com a vaga.
 
Erundina 2×0 Areião
O jogo começou bem pegado, os dois lados querendo abrir o placar, as chances criadas de ambos foram paradas pelos goleiros. Primeiro tempo encerrou sem gols. Segundo tempo começou mais intenso, o que parecia ficar no empate mudou nos pés de Kauê (8), decisivo na partida. Ele fez um belo gol de fora da área e abriu o placar, e ainda, também converteu um pênalti.
 
Jardim Independência 1(4)x(3)1 Chacrinha
Aos 19 minutos, Kauê Santana (8) abriu o placar para o Chacrinha, deixando o seu registrado no jogo. Já no segundo tempo, Chacrinha continuou com a posse de bola, mas Jardim Independência deixou tudo igual, com Maurilio Garcia (11) deixando a sua aos 20 minutos de partida, indo as penalidades.
Nos pênaltis a ordem foi Jardim Independência e na sequência Chacrinha, os primeiros 3 cobradores acertaram o gol, mas na última cobrança, o goleiro do Jardim Independência defendeu e levou a favela para as oitavas de final.
 
Fv Cai Cai 0x3 São Bernardo
O embate entre Fv Cai Cai e São Bernardo teve um primeiro tempo equilibrado, com ambas as equipes segurando firme, resultando em um placar inalterado, mas era a segunda etapa que prometia emoções. Luiz (11) recebeu uma bela bola fora da área e acertou em cheio, abrindo o placar para Fv de São Bernardo. E não parou aí, Luiz marcou mais uma vez, com a bola perdida na área da Fv Cai-Cai. Quando o jogo se encaminhava para os minutos finais, Fv Cai Cai criou chances, porém pararam na trave. No fim, Nicolas (23) carimbou a vaga do vice-campeão de 2022 para continuar na busca do título.
 
Colina 0x4 Seleção Heliópolis
Penúltimo jogo do domingo, com as favelas criando boas chances ainda no primeiro tempo. Foi em uma delas que David (2) recebeu uma bola fora da área e converteu em gol, Heliópolis 1×0. A volta do intervalo foi mais intensa, com os dois lados levando perigo, mas foi nos pés dele, não atoa apelidado de Pelé (7), que saiu o segundo e o terceiro. Mateus (31) também deixou o dele, fechando o placar.
 
Fv Sônia 0x3 Conceiçãozinha
Para completar a última vaga das oitavas, Conceiçãozinha foi para o jogo, levou perigo, e soube aproveitar os lances, João Victor (13) recebeu e abriu o placar. O segundo tempo começou eletrizante, Luiz (7) recebeu de fora da área e marcou, aumentando o placar. Sônia tentou reverter a situação, porém pararam no goleiro. Conceiçãozinha ainda marcou mais um, consolidando a vitória e a merecida vaga na próxima fase.
*Voluntário sob supervisão da assessoria de comunicação da CUFA

 

 

 

 

Postado por: Larissa Santos
Blog

TAÇA DAS FAVELAS TEM SÁBADO DE JOGOS DAS CAMPEÃS MUNICIPAIS

Favelas que se classificarem vão para o mata-mata com as seleções da capital

 

Por Diego Silva*

O final de semana será diferente na Taça das Favelas, campeonato produzido pela InFavela e realizado pela CUFA (Central Única das Favelas), com jogos acontecendo somente no sábado, dia 07 de outubro. A Vila Manchester será palco dos confrontos dos campeões municipais pela categoria masculina e, quem avançar, enfrenta as seleções da capital em disputa de mata-mata. Os ganhadores dos primeiros dois jogos, que aconteceram em 01 de outubro, abrirão os confrontos do dia.

Favela Sônia, de Piracicaba, e Vila Popular, de Jundiaí, ganhadores dos dois primeiros jogos, entrarão em campo para saber quem garantirá a vaga para a próxima fase. O campeão de Piracicaba realizou o primeiro jogo debaixo de chuva na Vila Manchester, contra Guarulhos, o jogo finalizou em 0x0 indo aos pênaltis. Durante o jogo, que foi truncado, mostrou não ser um trabalho fácil para o próximo adversário, o Vila Popular.

Já o representante de Jundiaí teve um jogo com mais emoções, fez o primeiro jogo contra Embu-Guaçu, empatando em 2×2, com gols marcados nos últimos minutos, também indo aos pênaltis. A disputa parecia não ter fim, um total de 9 pênaltis para saber qual favela seria classificada. Mas o principal desafio foi chuva forte e o gramado escorregadio, que mesmo assim, não impediram um jogaço. As favelas de Piracicaba e Jundiaí entrarão em campo às 8h00, prometendo ser um jogo truncado e de grandes reviravoltas.

A partir das 9h20, teremos interior versus litoral, Favela Horizonte Azul, de Itapecerica da Serra, e Favela Jardim Independência, de São Vicente. O representante de São Vicente, em sua final na cidade, decidiu o título virando o placar no segundo tempo, 3×2. Já Itapecerica da Serra empatou no tempo normal, levando aos pênaltis e marcando 3×0.

Em seguida, um clássico do litoral na capital, às 10h40, Favela Conceiçãozinha, do Guarujá, e da Favela Vila São Jorge, da Praia Grande, vão se enfrentar. A Favela do Guarujá conseguiu a classificação após marcar o único gol da partida na final, encima das campeãs de 2022, Santa Rosa. Assim como o representante da Praia Grande, que durante o tempo regular da partida marcou o gol que garantiu a vaga para a Estadual.

No horário do almoço, vamos receber o vice-campeão da Taça das Favelas 2022, a Favela São Bernardo, de Campinas, que foi bicampeão na Taça Campina nos pênaltis. Eles enfrentarão o Complexo Jardim Real, do Alto Tietê. que venceu a final em Mogi das Cruzes, com dois gols marcados durante o tempo regular da partida.

Seguindo na tarde, as favelas Grande São Paulo voltam a entrar em campo, Complexo Batistini, de São Bernardo do Campo, e Complexo Ilha da Madeira, de Osasco. O campeão de SBC venceu no tempo regular após marcar dois gols. Já o de Osasco, entra na Estadual prometendo grandes emoções.

Para fechar os jogos de sábado, o confronto fica na conta de Favela Vila Gilda, de Santos, e a Favela Vila Rosina, de Caieiras. O representante de Santos foi bicampeão e volta a jogar o Estadual pela segunda vez, após ganhar o jogo em 2×1 na final da Taça Baixada Santista. E assim, serão definidos os 6 classificados do interior e litoral masculinos que seguirão na disputa pela Taça das Favelas São Paulo, enfrentando os classificados na fase de grupos da capital, na próxima semana, dia 14 de outubro.

A Taça das Favelas São Paulo 2023 tem patrocínio master de Enel e Friboi; patrocínio ouro de Vai Voando; prata de Assaí e Camil; bronze de Ambev, Comunidade Door e VR; apoio de FSB Comunicação, Grupo R1, DFM Advocacia e Sheraton; promoção de TV Globo e Eletromídia, e parceria institucional da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) e Museu do Futebol.

*Voluntário sob supervisão da assessoria de comunicação da CUFA

Serviço
Sábado de jogos da Taça das Favelas São Paulo 2023
Data: 7/10/2023
Local: Centro Esportivo Vicente Feola – Vila Manchester
Horário: 8h (início dos jogos)
Endereço: Praça Haroldo Daltro S/N – Vila Manchester – São Paulo, SP

Confira os jogos (apenas categoria masculina):
8h – (Piracicaba) Fv Sônia x Fv Vila Popular (Jundiaí)
9h20 – (Itapecerica da Serra) Fv. Horizonte Azul x Fv. Jd Independência (São Vicente)
10h40 – (Guarujá) Fv. Conceiçãozinha x Fv. Vila São Jorge (Praia Grande)
12h – (Campinas) Fv. São Bernardo x Cp. Jd Real (Arujá)
13h20 – (São Bernardo do Campo) Cp. Batistini x Cp. Ilha da Madeira (Osasco)
14h20 – (Santos) Fv Vila Gilda x Vila Rosina (Caieiras)

 

Postado por: Larissa Santos
Blog

QUEM SÃO AS ÚLTIMAS CLASSIFICADAS DA CHAVE DE GRUPOS?

As “minas” fecharam a terceira rodada debaixo de sol quente, mas nem o calor impediu de darem um show de bola em campo, trazendo grandes emoções para Taça das Favelas SP 2023

 

Por Diego Silva*

O encerramento da chave de grupos da categoria feminina do maior campeonato entre favelas do mundo, aconteceu no último final de semana, sob altas temperaturas. Favela do Gelo e Cidade Tiradentes abriram as disputas que levariam a completar as vagas restantes para o mata-mata da competição realizada pela Central Única das Favelas (CUFA) e produzida pela InFavela.

Após ganhar de 3 a 0 do Gelo, Cidade Tiradentes levou a melhor e carimbou sua vaga para a próxima fase. Suame Araújo, camisa 18, bateu o pênalti que fechou o placar e garantiu a vitória e liderança do grupo G.

O cenário parecia diferente para o grupo H, com três favelas na disputa direta pela classificação. No primeiro jogo, Vila Nascente garantiu mais três pontos na chave, ganhando de 2 a 0 do Jardim Ibirapuera, que se despediu da disputa deixando um trabalho complicado para Heliópolis virar a liderança do grupo, pressionada a fazer um alto saldo de gols.

Mas como tudo é imprevisível, Heliópolis mostrou a que veio, venceu e convenceu com os impressionantes 12 gols contra a Figueira Grande, mudando a liderança do grupo H e passando a frente com 13 gols em seu saldo. Maria Eduarda e Thauane Brito foram as que mais balançaram a rede e, juntas, chegaram a marcar 7 vezes. Em entrevista, elas disseram da preparação para a próxima fase e o que esperam: “Creio que a gente vem forte aí, sem deixar ninguém desacreditar da gente”, disse Duda. Já Thauane, dona do hat-trick, reforçou que “nós vamos em busca da final, ser campeão, e estamos aí pra buscar a taça”.

E por falar em hat-trick, quem também deixou o seu na Taça foi Karolina Costa, camisa 11 do Complexo Vila Joaniza que, além dos três gols marcados, ainda deu a assistência para a sua companheira marcar o quarto e último da partida. Assim, a Vila Joaniza se despediu da competição, batendo a Cidade Líder e por 4 a 0.

A classificação direta pelo grupo I foi entre Parque Santo Antônio e José Bonifácio, partida que prometia ser muito acirrada. O primeiro tempo se manteve estável, PSA ainda tentou marcar dois gols, mas foram para fora.  E a cada minuto, José Bonifácio via a classificação passar, pois o empate era favorável ao PSA. Já na volta do intervalo, não teve jeito, PSA marcou dois gols e garantiu sua vaga.

E para fechar as classificadas para o mata-mata, Complexo Vila Clara e Jaçanã disputaram a última vaga via primeira colocação em grupos. Jaçanã saiu na frente e se manteve, marcando quatro gols sobre a Vila Clara, que se despediu da disputa de 2023, enquanto Jaçanã garantiu sua vaga após o placar elástico do confronto, ficando na frente pelo saldo de gols.

*Voluntário sob supervisão da assessoria de comunicação da CUFA

Postado por: Larissa Santos